CUIDADOS PARA O VERÃO WORK MEDICINA - FICA A DICA
 

FICA A DICA

 

Confira a lista:

Um dos frutos mais usados na culinária em todo o mundo, o tomate é rico em vitaminas A, B e C, em sais minerais como o fósforo, potássio, cálcio e magnésio. Esses nutrientes ajudam no desenvolvimento de dentes, músculos e ossos. Ainda auxiliam na proteção do sistema imunológico, entre muitos outros benefícios. No tomate existe uma substância muito importante que dá a sua coloração vermelha: o licopeno, um carotenoide. Esse nutriente é antioxidante, o que auxilia no combate aos radicais livres e no combate ao envelhecimento precoce. Outro benefício que este carotenoide proporciona é a proteção do sistema cardiovascular e a proteção contra alguns tipos de câncer.

Diferente de muitos outros frutos, o tomate cozido é mais nutritivo do que cru. Isso porque o licopeno é melhor absorvido nessa situação. Por isso, molhos e sopas são ótimos em qualquer dieta, principalmente para quem se preocupa com o peso, já que possui poucas calorias, menos de 20kcal em 100 gramas. Tomate assado ou recheado com queijo fica delicioso e é perfeito para acompanhar carnes.

O tomate também ajuda em outros quesitos. Ele alivia a dor de queimaduras de sol e restaura a acidez após algum tratamento de pele. Para quem tem pele oleosa, é recomendado que se aplique esse alimento no rosto todos os dias, mas para as peles mais secas, uma vez na semana é o ideal. Outro benefício que esse fruto tem é que seu suco ajuda no combate à caspa e à queda de cabelo.

 

Muito popular em nossa cozinha e de fácil acesso, os benefícios do alho vão muito além do tempero.

Pesquisas científicas mostram que esse vegetal pequeno, mas de presença forte, tem grande valor terapêutico por apresentar, em sua composição, várias substâncias benéficas a nossa saúde, principalmente para o coração.

Rico em antioxidantes e flavonoides, o alho possui entre seus compostos ativos vitaminas A, B1, B2, C, além das substâncias Alicina, Alina, Germânio e Selênio. Combinados, esses elementos têm uma função protetora do nosso organismo, com as propriedades antisséptica, antifúngica e anti-inflamatória. Essas propriedades do alho o tornam um excelente aliado no tratamento e prevenção contra diversas doenças.

Alface


É um dos itens mais comuns entre as saladas. Disponível nas versões lisa, crespa, mimosa e americana, é boa fonte de vitamina C, potássio e ferro. A roxa apresenta uma vantagem: tem 2,5mg a mais de ferro a cada 100 gramas que os outros tipos. A alface tem, ainda, uma substância chamada lactutina, que ajuda a acalmar e relaxar o corpo. Indica-se que se faça um chá das folhas e tome meio litro da infusão ao longo do dia.
Quantidade recomendada: 100 gramas por dia
Calorias: entre nove e 14 calorias a cada 100 gramas
Formas de preparo: apesar de muito utilizada nas saladas, a alface pode ser acrescentada em preparações quentes como suflês ou tortas.

Agrião

A Pequenas, as folhinhas picantes do agrião são uma fonte importante de vitamina C: são mais de 60 mg a cada 100 gramas. Também possui ferro, cálcio, potássio e vitaminas A e B1.

Quantidade recomendada: 100 gramas por dia
Calorias: menos de 20 calorias em 100 gramas
Formas de preparo: pode ser consumido crus, refogado ou em sucos, substituindo a couve

Acelga


Também conhecida como couve chinesa, a acelga chama a atenção por suas folhas e talos tenros. Apesar de batizada como couve, este vegetal é da família da beterraba. Entre as suas propriedades, destacam-se o ácido siríngico e as fibras, que ajudam a regular os níveis de açúcar do sangue. Também possui vitaminas B6, C e K, potássio, fósforo.
Quantidade recomendada: 100 gramas por dia
Calorias: 21 calorias em 100 gramas
Formas de preparo: pode ser utilizada em saladas, refogados e também substituir algumas massas no preparo de panquecas e rolinhos recheados.

Couve


Folha que ganhou fama depois de virar febre nos sucos, a couve é uma excelente fonte de cálcio. Também tem boas quantidades de potássio, ferro e vitaminas B2, B3 e C.
Quantidade recomendada: cinco folhas por dia
Calorias: 27 calorias a cada 100 gramas
Sugestões de preparo: versátil, vai bem desde a versão refogada que acompanha a feijoada até liquidificada em sucos verdes. O aporte de fibras e de cálcio aumenta depois que ela é cozida.

Espinafre


É um alimento rico em ferro, magnésio, potássio e vitaminas A, B2 e K. Essencial para o sistema nervoso, alguns estudos sugerem que ele pode proteger contra o Alzheimer.
Quantidade recomendada: meio prato de sobremesa, três vezes por semana
Calorias: 16 calorias em 100 gramas
Sugestões de preparo: para potencializar suas propriedades, vale combinar as folhas com outro alimento rico em vitamina C, como as frutas cítricas. Pode ser consumido cru em saladas ou sanduíches, refogado, em suflês, tortas e no recheio de preparações.

Rúcula


Outra folha de sabor picante, a rúcula vai bem em saladas e sucos, e também para incrementar outros pratos como risotos e coberturas de pizzas. Tem cálcio, ferro, potássio e vitaminas A e C. Também é rica em fibras, melhorando o trânsito intestinal e prevenindo doenças como o câncer de cólon. É cheia de antioxidantes que combatem os radicais livres.
Quantidade recomendada: 100 gramas por dia
Calorias: aproximadamente 25 calorias em 100 gramas
Sugestões de preparo: apesar de ser usada em pratos quentes, mantém melhor os nutrientes quando consumida crua.

Repolho


Vitaminas A, C e K, potássio e ferro são apenas alguns dos nutrientes dessas folhas parentes da couve, do brócolis e da couve-flor. Tem propriedades cicatrizantes e auxilia na melhora do sistema imunológico. O repolho roxo tem antocianinas, substâncias com propriedades anti-inflamatórias. Se consumido regularmente, ajuda a reduzir a inflamação do organismo, colaborando para redução de problemas como artrite e doenças cardíacas.
Quantidade recomendada: 100 gramas por dia
Calorias: 17 calorias a cada 100 gramas
Sugestões de preparo: pode ser consumido cru ou cozido. No entanto, pessoas com tendência a ter gases devem dar preferência à versão cozida, pois as folhas podem aumentar a sensação de desconforto. Uma leve passagem por água fervente já é o bastante para reduzir os antinutrientes responsáveis pelos gases.

As fibras são definidas como a parte não digerível de um alimento vegetal, que resiste ao processo de digestão e absorção no intestino e sofre fermentação no intestino grosso. São essenciais para o bom funcionamento do organismo e devem fazer parte de uma alimentação equilibrada e saudável. Existem dois tipos de fibras, de acordo com a sua solubilidade: fibras solúveis e insolúveis.

  • Fibras solúveis: são dissolvidas na água e formam um gel viscoso. Por não serem digeridas no intestino delgado, são fermentadas no intestino grosso. São exemplos de fibras solúveis a inulina, pectina, gomas e mucilagens.
  • Fibras insolúveis: não são solúveis em água e têm limitação na fermentação. Lignina, hemiceluloses e celulose são fibras insolúveis.

 

Confira abaixo quais são os principais nutrientes presentes na fruta e como eles contribuem para um organismo mais saudável.

1. Vitamina A

Esse nutriente é responsável pela proteção das células do corpo e age, também, em seu desenvolvimento. Por isso, a vitamina A reflete na saúde dos órgãos, dos ossos e dos tecidos, além de ser importante para o crescimento.

2. Vitaminas do complexo B

Esse é responsável por manter o corpo funcionando, ajudando na transformação de alimentos em energia. Cada uma delas tem seus benefícios específicos, que vão desde manter os cabelos bonitos até melhorar a memória e o raciocínio.

3. Vitamina C

Capaz de melhorar o sistema imunológico e ajudar a controlar doenças, o nutriente também contribui para uma pele mais bonita, pois a vitamina é antioxidante e protege as células contra o envelhecimento precoce. Além disso, é eficaz na proteção da visão e melhora a absorção de ferro no organismo.

4. Cálcio

O cálcio contribui para desenvolver e preservar a saúde dos ossos e dos dentes, sendo importante especialmente na fase de crescimento e na gestação. Além disso, colabora com a função enzimática.

5. Bioflavonoides

Têm ação antioxidante e anti-inflamatória. Também atuam na proteção do organismo e no controle dos radicais livres, que comprometem a produção de colágeno e, assim, a renovação celular do corpo.

6. Carotenoides

Os carotenoides contribuem para proteção de doenças cardiovasculares, atuam contra o desenvolvimento de e, até mesmo, são aliados na prevenção de algumas tipos de câncer.

 

      

 

NOSSOS SERVIÇOS

Quais são os serviços de Medicina e Segurança do Trabalho desenvolvidos pela WORK?